Domingo, 30 de Dezembro de 2007

No mínimo, preocupante...



Tenho coisas que me preocupam, umas mais que outras. Eu meço os meus níveis  de preocupação pelas vezes que me lembro dos problemas, pelas neuras que me inquietam, pelo meu cerrar de maxilares e até, quando a preocupação é grande, por uma certa arritmia que me baralha o coração.

Desde o dente que me dói e que sei ter de ir arrancar o mais rápido possível, Darfur que não se resolve tão depressa, a fome dos que a têm, os cães abandonados, a borbulha que não me deixa sentar direita, as confusões no BCP que tem lá as minhas economiazinhas, o futuro das crianças, o destino do planeta,as obras do vizinho do lado, o Sócrates...e muitas, muitas mais coisas que me provocam os tais níveis de inquietude.

E isto vem a propósito  de quê ?

Ora, ontem, sábado a minha neta pediu um balão ! Estávamos nas Amoreiras, o Sempre em Festa ali a jeito, lá entrou a mãe a comprar-lhe o balão.

Tem dois anos e meio e canta o balão do João, do Zé Barata Moura, como a mãe e a tia já cantaram. Mais o Manel que tinha uma bola e a Joana que come a papa. Para mim são reprises mesmo boas de assistir.

E lá sai ela da loja, balão na mão, sorriso na cara , já vem a cantar e eu enlevada a ver a cena...

Até que o meu próprio sorriso fez-me freeze na boca, tornou-se num oh de espanto, engolido  a seco qualquer coisa com f...

O balão era VERDE !

Olho pra dentro da loja e vejo um lindissimo balão vermelho ...

- Então, filha a miúda traz um balão verde ?
- O que é queres ? Foi ela que quis!  Foi ela que escolheu  !

Uma pequena arritmia assalta-me o coração...

A minha princesa gosta de verde...

Nem quero pensar nisso mas,  e se ela........lagarto, lagarto, lagarto !!!
sinto-me: inquieta
publicado por entreparentes às 20:17
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Quinta-feira, 20 de Dezembro de 2007

BOAS FESTAS...

...onde quer que as façam, em casa própria ou na alheia, com quem quer que seja, que corra tudo bem, gozem muito e acabe tudo num climax  fantástico de dar e receber - convém sempre um final feliz para toda a gente !!!

Pronto ! Esta foi a minha melhor tentativa de mensagem comum que eu arranjei, para religiosos e herejes !

Porque isto agora, com as multi-religiões a coisa complica-se, e o que é bom para uns é pecado para outros, sendo que o pecado também é bom mas é proibido...( e eu com o proibido afino ).

Bom, mas vejamos porque me confundo...

Há os que não comem carne de vaca, há os que não comem carne de porco, há os que não comem nem uma nem outra mas só a uma sexta-feira por ano - isto tirando os vegetarianos, os sem dentes e os sem dinheiro...

Há os que não bebem álcool, há os que se encharcam nele. Há os que bebem chá e os que têm falta dele...

Há os do bacalhau, os do peru, os do cabrito, os do marisco e este ano até os da lasanha....e ainda há os que comem tudo, os que comem tudo e não deixam nada !

Há os que lavam as mãos até aos cotovelos, vezes ao dia, para erguerem as mãos para Alá e há os que nunca lavam as mãos nem depois de mijarem  ( devem pensar que tem uma pila imaculada ! ).

Há os que rezam de pé,os sentados, os de joelhos, os de cócoras, há os todos deitados e os que dão cabeçadas enquanto rezam...

Há os mais práticos e económicos, tirando a Páscoa, as Testemunhas não celebram nada, não recebem nada, não dão nada (tirando algumas secas à porta de casa ..)

Há os do Pai Natal, os do Menino Jesus, os dos Reis, os da Acção de Graças,os do yin e do yang, os de Jeová, os do sétimo dia, os do Hannukah...

Os judeus não têm Natal, mas quem explica tudo séria e  claramente  é o Canhoto,  -    Shalom ,Gabriel !  ( ... as coisas que eu aprendo com o Woody Allen ).
De vez em quando visito este blog. A história de um trintão de olhos verdes, que nasce católico em Leiria, tira Comunicação Social em Lisboa, e acaba converso em Jerusalém !

Não, não sou judia, quer dizer... com este narizinho que Deus me deu, mais os meus substantivos apelidos, desconfio que indo ao tempo do Marquês de Pombal lá encontraria um catetra avô de longas suiças e quico na cabeça. ( Ok, não se chama quico, a mini-boina há-de  ter um  nome, mas eu não sei, pronto ! )

O que é que eu sou ? Provavelmente nada, o  que também me chateia , que uma pessoa gosta sempre de ser qualquer coisinha. Porque aquela coisa do católica não praticante dá-me vontade de rir. Ou se é católica e pratica-se ou se não se pratica não se é católico.

Isto não é propriamente um clube. Pode ser-se do Benfica e não se ser sócio.Pode sentir-se a mística do glorioso mas não ir aos jogos...não se é o lampião perfeito mas admite-se.

Agora, se és católico vais à missa e percebes  mesmo o que estás lá a fazer. Não é como eu, quando tenho mesmo de lá ir, que me levanto por ver os outros a levantarem-se, e nunca saber se a resposta é cordeiro de Deus ou Ele está entre nós, e a ficar de pé atrás se a meio da missa a velhota do  lado me pespega um beijo na cara enquanto o senhor da frente me cumprimenta efusivamente.

Ateia, ateia mesmo, não sou - que ando de cruz ao pescoço e lá vou acendendo umas velas - mas isto da minha fé tem  dias...nos outros é mais por fezadas...

O grilinho da minha consciência ( o cabresto ficou lá desde que vi o Pinóquio...)  hoje vem com a voz da minha avó : - Ah, mulher de pouca fé ! Tantas horas de catequese e olha o que andas a escrever, ainda vais parar ao inferno !

Pois, avó ! Talvez ! Mas nem sequer tenho pecado muito, mereço no mínimo uma pequena nebulosa e, enquanto espero,  vou querer e desejar muito BOAS FESTAS !

sinto-me: ou é paz ou é sono !
tags:
publicado por entreparentes às 19:32
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2007

AOS SEUS LUGARES NO XADREZ


Já não sei quantos professores de ginástica tive. Recordo  do Ateneu o Reis Pinto, o Enedino Alvarez, o italiano do GCP  ( de quem não me lembra o nome mas sim das expressões  -" fate atencione capo de fila ") mas outros e outras houveram que me puxaram pelo físico e que, agora, não consigo, ( como se diz ? ) juntar o nome à pessoa.

Mas parece que ainda me aperta o elástico dos culottes de algodão, duas rodelas vincadas a meio das coxas. Não se via nada lá para dentro.. Não se podia ver nada. Mesmo que tivéssemos  todas o mesmo, que rapazes não entravam ali.

E, ainda por cima dos culottes uma saia calção que dava pelo joelho.

Mas já havia rebeldes e suas seguidoras... quando no princípio dos anos 60,  Mary Quant lançou a mini-saia,  já as bainhas tinham trepado perna acima e os culottes tinham ido vincar a pata que os pôs.

Para cima uma t-shirt branca. Nada a dizer. A não ser que não se chamava t-shirt. Era uma camisola. Hoje as camisolas são de lã, caxemira, etc. Naquele tempo aquilo era uma  camisola. Mas a ida palavra está bem vingada. Hoje dizemos - está tanto frio que tive de vestir uma camisola interior (... e às vezes não passa de uma simples t-shirt )

Onde é que eu ia ?

Ah...ia primeiro em passo de marcha, depois acelerado e, por fim, várias voltas ao ginásio a correr, a correr - os 12, 13 anos a acharem graça - até ouvirmos as palmas de comando  :
Aos seus lugares no xadrez !

E lá formávamos uma sim uma não numa fila, e na outra uma não e uma sim, etc, etc.

Depois, mãos aos ombros, mãos aos joelhos, mãos aos pés, nunca os pés pelas mãos porque aquilo, depois de muito flecte, flecte, insiste, insiste, no sarau saia tudo direitinho.

É disso que eu tenho estado à espera. Do meu sarau interior.

Já há alguns anos tinham saído  uns peões. Pela importância diria que foram bispos, torres e um cavalo...

Agora, neste mês que não vim aqui, despedraram-me o pâncreas, levaram-me a vesícula e apertaram-me o gasganete, que é o que eu chamo a uma cirurgia a uma hérnia do hiato.

Não sei se o que cá fica sente saudades do que parte...mas tem de passar sem eles, ajeitar-se, encontrar posições cómodas para poderem fazer a sua ginástica diária .

Por isso às vezes, muito quietinha fui gritando para dentro... aos seus lugares no xadrez !!!

Parece que ouviram...

E voltei !
sinto-me: mais ou menos
música: do Grey'anatomy
publicado por entreparentes às 13:30
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

.pesquisar

 

.Sítios que eu visito

.posts recentes

. Daqui a 1 mês não tenho n...

. O Xico Careca e o Faceboo...

. As escadinhas da Regina

. Já lá vão 50 anos...

. Escrever...

. O TAI CHI E EU (I)

. Voltei !

. Vou fazer Harakiri...

. Saravá, amigo de Apucaran...

. Como é que se diz ? Parec...

.arquivos

. Maio 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Outubro 2006

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds