Segunda-feira, 17 de Dezembro de 2007

AOS SEUS LUGARES NO XADREZ


Já não sei quantos professores de ginástica tive. Recordo  do Ateneu o Reis Pinto, o Enedino Alvarez, o italiano do GCP  ( de quem não me lembra o nome mas sim das expressões  -" fate atencione capo de fila ") mas outros e outras houveram que me puxaram pelo físico e que, agora, não consigo, ( como se diz ? ) juntar o nome à pessoa.

Mas parece que ainda me aperta o elástico dos culottes de algodão, duas rodelas vincadas a meio das coxas. Não se via nada lá para dentro.. Não se podia ver nada. Mesmo que tivéssemos  todas o mesmo, que rapazes não entravam ali.

E, ainda por cima dos culottes uma saia calção que dava pelo joelho.

Mas já havia rebeldes e suas seguidoras... quando no princípio dos anos 60,  Mary Quant lançou a mini-saia,  já as bainhas tinham trepado perna acima e os culottes tinham ido vincar a pata que os pôs.

Para cima uma t-shirt branca. Nada a dizer. A não ser que não se chamava t-shirt. Era uma camisola. Hoje as camisolas são de lã, caxemira, etc. Naquele tempo aquilo era uma  camisola. Mas a ida palavra está bem vingada. Hoje dizemos - está tanto frio que tive de vestir uma camisola interior (... e às vezes não passa de uma simples t-shirt )

Onde é que eu ia ?

Ah...ia primeiro em passo de marcha, depois acelerado e, por fim, várias voltas ao ginásio a correr, a correr - os 12, 13 anos a acharem graça - até ouvirmos as palmas de comando  :
Aos seus lugares no xadrez !

E lá formávamos uma sim uma não numa fila, e na outra uma não e uma sim, etc, etc.

Depois, mãos aos ombros, mãos aos joelhos, mãos aos pés, nunca os pés pelas mãos porque aquilo, depois de muito flecte, flecte, insiste, insiste, no sarau saia tudo direitinho.

É disso que eu tenho estado à espera. Do meu sarau interior.

Já há alguns anos tinham saído  uns peões. Pela importância diria que foram bispos, torres e um cavalo...

Agora, neste mês que não vim aqui, despedraram-me o pâncreas, levaram-me a vesícula e apertaram-me o gasganete, que é o que eu chamo a uma cirurgia a uma hérnia do hiato.

Não sei se o que cá fica sente saudades do que parte...mas tem de passar sem eles, ajeitar-se, encontrar posições cómodas para poderem fazer a sua ginástica diária .

Por isso às vezes, muito quietinha fui gritando para dentro... aos seus lugares no xadrez !!!

Parece que ouviram...

E voltei !
sinto-me: mais ou menos
música: do Grey'anatomy
publicado por entreparentes às 13:30
link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De suskind a 17 de Dezembro de 2007 às 18:03
E seja muito bem-vinda. :)

(Que raio, fico sempre na dúvida se é "bem-vinda" ou "bem vinda")
De entreparentes a 17 de Dezembro de 2007 às 20:57
Caro Suskind
Eu escrevo bem-vinda, mas bem vinda também se aceita...Agora benvida, como já vi muitas vezes, é que não dá muito jeito, que é o nome da senhora da mercearia !

Mas com - ou sem - o que me interessa é o teu acolhimento :) Obrigada pela visita...
De jonasnuts a 19 de Dezembro de 2007 às 12:47
Estava a ver que não.

Demoraste.

Ou foram as entranhas que não ouviram bem as tuas palavras de ordem?

Comentar post

.pesquisar

 

.Sítios que eu visito

.posts recentes

. Daqui a 1 mês não tenho n...

. O Xico Careca e o Faceboo...

. As escadinhas da Regina

. Já lá vão 50 anos...

. Escrever...

. O TAI CHI E EU (I)

. Voltei !

. Vou fazer Harakiri...

. Saravá, amigo de Apucaran...

. Como é que se diz ? Parec...

.arquivos

. Maio 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

. Outubro 2006

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds